DesentupimentoSP
Desentupimento SP Compare preços e serviços de Desentupimento em São Paulo
 
Segurança, preços competitivos e garantia de serviço Orçamentos e visitas técnicas grátis em todos os bairros!

Desentupimento SP

Desentupimento
A Biotecnologia como solução para o saneamento
10 de fevereiro de 2020
0

A utilização da biotecnologia é algo que está crescendo cada vez mais e demandando a continuidade de pesquisas para a solução de diversos problemas. Um deles é o problema do saneamento, que é o que vem ganhando um grande destaque no Brasil. Através das pesquisas científicas, a biotecnologia é capaz de apresentar soluções eficazes e modernas no tratamento do saneamento, uma vez que ela utiliza micro-organismos de forma inteligente.

Isso é extremamente relevante principalmente para os locais que possuem essa problemática da ausência de tratamento de esgoto sanitário, levando em consideração a dificuldade de logística para implementação de infraestrutura e o baixo poder aquisitivo das comunidades/prefeituras envolvidas.

Ao utilizar organismos vivos, ela automaticamente reduz a necessidade do uso de substâncias químicas que apresentam riscos para o meio ambiente. Ou seja, optar pela biotecnologia é optar pela preservação ambiental e pela promoção da saúde da população. São alguns dos benefícios da aplicação da biotecnologia no saneamento básico:

– Diminuição de odores;
– Auxílio no controle de proliferação de vetores de doenças e patógenos;
– Redução de poluentes nos corpos hídricos;
– Diminuição de internações, gerando economias no setor da saúde;
– Qualidade de vida e melhora no IDH.

Percebe-se então que a biotecnologia é algo benéfico, uma vez que trabalha com micro-organismos que atuam na decomposição da matéria orgânica do esgoto. Ou seja, são organismos que se alimentam desse efluente, transformando-o ainda em algo benéfico que pode ser reaproveitado, como o biogás ou biofertilizantes, por exemplo.
São diversas as pesquisas que atuam nessa área buscando o tratamento eficaz do saneamento com custos reduzidos. Algumas das técnicas possíveis de serem citadas são a fitorremediação e o uso de pastilhas.

 

O que é fitorremediação?

A Fitorremediação é considerada uma biotecnologia que usa micro-organismos fotossintetizantes, que são as algas, para o tratamento de efluentes. Alguns benefícios dessa técnica são:

– Reduz os custos com o tratamento de esgoto;
– Serve como complemento do tratamento convencional;
– Aumenta a eficiência do processo;
– Pode gerar biomassa de microalgas, como biofertilizantes.

Existe uma técnica incrível conhecida como “wetland”, ou em bom português, “Terras Úmidas”. Este sistema consiste em estações que são como lagoas ou jardins molhados que são povoados com plantas aquáticas, como as algas.
As plantas são selecionadas de acordo com o local que será implantado o sistema e suas características geográficas e climáticas, como a amplitude térmica e quais seriam os poluentes em que elas atuariam.
A função do wetland é o tratamento do esgotamento sanitário, efluentes industriais e de água cinza – aquela que é imprópria para consumo, mas é diferente da que sai dos vasos sanitários, como a que é oriunda de outros atos domésticos como tomar banho e lavar louça, por exemplo.

Com isso, os wetlands realizam o tratamento secundário desses efluentes mais carregados de metais pesados e patógenos, através dos biofiltros constituídos pelos micro-organismos e plantas presentes no ambiente, recuperando rios degradados e sendo uma importante etapa no tratamento do esgoto.

 

Pastilhas biotecnológicas

Sim, pastilhas. Nada muito elaborado ou impossível de se conceber, não é mesmo? É justamente aí que reside seu diferencial!
A utilização dessas pastilhas consiste no objetivo de tratamento dos efluentes, sendo uma alternativa pontual e complementar de todo o sistema sanitário.

As pastilhas biotecnológicas são povoadas de microrganismos. Ao entrarem em contato com o esgoto sanitário, essas bactérias e outros tipos de organismos vão sendo liberados para o meio de forma escalonada, digerindo a matéria orgânica ali presente.
Ao posicioná-las em ralos e tubulações, as pastilhas biotecnológicas eliminam os odores, auxiliam na prevenção de entupimentos, por exemplo, por acúmulo de resíduos como dejetos e gordura e ainda devolvem para o meio ambiente uma água extremamente menos poluente.

A facilidade de aplicar as pastilhas faz com que essa alternativa seja extremamente viável para localidades que não contam com uma infraestrutura de saneamento básico de qualidade, trazendo economias para a área em questão e alguma solução para esta problemática.

Ainda assim, é importante salientar que essas medidas são pontuais. A biotecnologia oferece diversas alternativas que devem ser utilizadas de forma combinada com as convencionais para que haja cada vez mais êxito no tratamento dos efluentes domésticos e, principalmente, industriais.

Além de não ser justo repassar o ônus do tratamento do esgoto integralmente para os moradores, é tarefa do poder público prover a infraestrutura de saneamento e políticas públicas que colaborem para o bem-estar social, melhoria na qualidade de vida e preservação ambiental por intermédio da oferta de saneamento básico universal e com qualidade.